terça-feira, 13 de setembro de 2011

Sentimental

Alguma coisa me afastava da morada do meu unico mais antigo amor.
Aquele sol todo corroía  a minha cabeça, e eu ia perdendo lentamente os movimentos, minha vontade era cair naquela areia quente, e lá ficar, mas não pra sempre. Uma hora eu teria que levantar, erguer minha cabeça, enxugar as lágrimas, e enfrentar essa tal corrente contraria de vento que só me afastava cada vez mais da minha contraditória e torta realidade.
E naquele dia eu fracassei. E por conta da minha falta de coragem, hoje eu tô aqui, nem perto, nem longe, apenas estou porque quero estar, e só por querer, talvez um dia eu possa voltar a amar.

terça-feira, 6 de setembro de 2011